CHEGUE NA PAZ

12 de jun de 2017


Eu sinto sua falta quando 
não posso sentir o seu abraço, 
quando não posso ouvir sua voz 
e nem o sussurro com o calor 
da sua boca ao pé do meu ouvido. 
Eu sofro quando não encontro 
o seu abrigo, eu perco o meu caminho
quando você não está comigo. 
Eu não sou carente de você, eu escolhi 
estar com você e é por isso que dói. 
Mas eu amo você e nenhuma 
tempestade nos assustará. Você é 
o meu cais, eu sou a sua ponte. 

(Vitor Ávila)

Nenhum comentário:

Postar um comentário