CHEGUE NA PAZ

16 de mar de 2017

OUÇO DEUS

                   

Ouço Deus
No murmúrio das águas dos rios
Ouço Deus no furor dos ciclones bravios
Ouço Deus
No cantar matinais dos pardais
Ouço Deus
No lamento de pobres mortais
Vejo Deus nas estrelas perenes de luz
Vejo Deus
No esplendor que a alvorada traduz
Vejo Deus no suave perfume da flor
Vejo Deus no adeus companheiro da dor
Sinto Deus
Na saudade que evoca lembranças
Sinto Deus
No morrer de febris esperanças
Sinto Deus na tristeza de ver-te partir
Sinto Deus na tua volta irmão a sorrir
Ouço Deus
No murmúrio das águas dos rios
Vejo Deus no furor de ciclones bravios
Sinto Deus
No cantar matinais dos pardais
Ouço Deus no lamento de pobres mortais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário