CHEGUE NA PAZ

15 de ago de 2010

Saúde - um desafio para ser você mesmo

A doença resulta do desequilíbrio. O desequilíbrio resulta de você haver esquecido quem é. O esquecimento da própria identidade cria pensamentos e ações que conduzem a um estilo de vida insalubre e, finalmente, à doença; e ela pode ser compreendida como uma lição que você dá a si mesmo para ajudá-lo a lembrar-se de quem é. A coisa mais importante que se deve aprender em relação à saúde é o modo de conservá-la.
São os seguintes:

1 – Manter profunda conexão consigo mesmo e com o seu propósito nesta vida, tanto no nível pessoal quanto no mundial. Isso quer dizer amor a si mesmo e respeito por si mesmo.
2 – Compreender o que a saúde e o tratamento significam para você e por você.
3 – Atender a si mesmo e tomar conta de si. Ou seja, observar a orientação interior, que lhe chama a atenção assim que se manifesta um desequilíbrio em algum lugar, e segui-la até o fim.
Para tomar boa conta de si mesmo você precisa de uma rotina diária, que inclua meditação, exercícios, boa alimentação, higiene, a dose certa de repouso sempre que se fizer necessário, as roupas certas, o lar, o prazer, o desafio pessoal, a intimidade e os amigos. Misture tudo isso com uma boa dose de amor, e colherá grandes recompensas. Suas necessidades pessoais variarão com o decorrer das semanas e dos anos. Seja flexível. O que é direito num período pode não o ser em outro. Em vez de deixar que lhe digam qual é o regime de que você precisa em especial, é muito importante que você o determine para si mesmo. Nisso reside toda a essência do tratamento e da boa saúde: a auto-responsabilidade e a devolução da força ao eu. Não se esqueça de que a variedade é o sal da vida e de que o crescimento pessoal medra na mudança. Se você tiver uma doença, todas as noites, quando for para a cama, coloque as mãos na área comprometida. Mande-lhe amor e energia. Visualize-se bem disposto e equilibrado. Pergunte qual é a mensagem que lhe está vindo do corpo. Onde e quando você deixou de reparar em si mesmo? Qual é o significado dessa machucadura ou dessa doença para você, não só no nível pessoal, mas também no da tarefa da vida? E o que é mais importante, ame-se e aceite-se. Se tiver sido acometido por uma doença grave, não se julgue por isso. Ame-se. Você tem a coragem de fazer a mensagem bastante forte para ser ouvida. Você decidiu enfrentar o que precisa enfrentar a fim de aprender o que deseja conhecer. Esse é um ato muito corajoso. Respeite-se por isso. Ame-se. Ame-se. Você é uma parte da Divindade. Identifica-se com Deus. Faça meditações autocurativas. Elas o ajudarão!

(extraído do livro: Mãos de Luz - Barbara Ann Brennan)

Nenhum comentário:

Postar um comentário