CHEGUE NA PAZ

11 de jul de 2017


Grata, pelas pessoas simples e generosas
que cruzam o meu caminho. 

Grata, pelas pessoas que me ensinam 
a sacudir a poeira dos ombros e, apesar dos 'apesares', a não deixar de acrescentar 
açúcar e afeto aos meus dias.

Grata, pelas pessoas com quem aprendi 
a gostar com o coração todo, sem medo, 
sem reservas, só amor. 

Grata, pelas pessoas que me ajudam 
só porque sim. 

Pelas pessoas que gostam só porque sim, 
pelas que dão a mão sem pensar em contrapartidas, pelas que ouvem, pelas 
que riem com os olhos, pelas que se 
emocionam com os pequenos nadas que 
são tudo, pelas que se entusiasmam, genuinamente, com as alegrias e as 
pequenas conquistas da minha vida.

Sou grata pelas pessoas que gostam, 
assim, das outras pessoas. Com aquele
gostar sentido. Aquele gostar raro, que
pratica a conjugação certa do verbo, 
no presente do indicativo.

Sofia Castro Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário