CHEGUE NA PAZ

15 de mai de 2017



A gente tem que continuar mesmo 
depois que o arroz queima, a água seca, 
o vinho entorna. A gente continua depois 
de descobrir que os defeitos pioram com 
a idade e as qualidades viram hábito no dia 
a dia. A gente tem que continuar depois 
do luto, da partida, da despedida, das 
horas frias, do caminho incerto. 
A gente continua e aprende a cantar 
"apesar de você, amanhã há de ser 
outro dia..." Para o amor que não deu 
certo, para as falhas recorrentes, para nós 
mesmos que nem sempre somos aqueles que gostaríamos de ser. Apesar de nós mesmos, 
de nossas fissuras e desencantos, a gente 
tem que continuar...

(Fabíola Simões)

Nenhum comentário:

Postar um comentário