CHEGUE NA PAZ

28 de ago de 2010

Vida e Sonhos


Vida
Permita que eu construa meus sonhos,
Sejam eles castelos de areia na beira do mar
Ou sejam eles um sonho faraônico em concreto e aço.

Vida
Deseje que eu me inebrie em meus sonhos,
Nem que seja apenas para alimentar os ventos
Que nutrem a velas de minhas esperanças.

Vida
Queira que eu me iluda com coisas boas e boas intenções,
Mesmo que minha vontade seja fraca e indigna dos anjos.

Vida
Permita que meus sonhos enlevem meu amor
E dissolvam minhas ilusões carregando no peito,
Na mente e na vontade a capacidade infinita
De alimentar estes sonhos que nutrem
Minha motivação de viver.

Que com o correr dos anos, o ascender da idade
E com declínio do corpo os meus sonhos aumentem
Em qualidade, amor e emoção se eu já não dispuser mais
Das energias da juventude.

Quer destruir uma vida, destrua os sonhos de um homem!

Que meus sonhos nunca sejam egoístas e nem vaidosos
A fim de alimentar meu ego, mas que eles possam motivar
Os sonhos dos outros para que cada um construa uma vida melhor para si
E para os que o rodeiam tendo capacidade de confeccionar
Os seus castelos sejam eles de areia ou de concreto,
Sejam na beira do mar ou no interior da floresta,
Mas que estes, sejam também sem dúvida nenhuma,
Baseados no amor e na construção de um mundo de paz.

Dalton Campos Roque - Do livro “Espiritualmente Falando”

Nenhum comentário:

Postar um comentário